Pr. Douglas Silva, o novo pastor no time da Central Paulistana

Categoria: Notícias Criado: Domingo, 03 Maio 2015 20:00

douglas2Este mês a Central Paulistana recebeu mais um pastor para compor seu time de pastortes, o Pr. Douglas Domingos Silva.

O Pr. Douglas é o primeiro pastor adventista surdo do Brasil e o segundo no mundo. Para ele, a falta de audição não é uma barreira, mas sim uma oportuidade de levar esperança a uma parcela da sociedade muito capaz e interessada em conhecer Jesus.

O Pr. Douglas não é surdo de nascença, mas sofreu um acidente aos cinco anos, brincando com os coleguinhas no pré primário. As crianças encontraram um cabo de vassoura na sala de aula e Douglas foi atingido na cabeça no meio da brincadeira. Começou a ficar surdo e, a princípio, sofreu uma forte solidão, pois os coleguinhas e vizinhos passaram a ter dificuldades em comunicar-se com ele. Mas passou a superar esta dificuldade com 14 anos, quando começou a frequentar a igreja adventista em Hortolândia.

Em 2004, aos 17 anos, decidiu ser batizado. Antes de tomar esta decisão já sentia o forte desejo de ensinar a outros sobre a Bíblia. Contando a todos a razão de sua esperança, levou muitas pessoas aos pés de Cristo, antes mesmo que fosse batizado. Em pouco tempo assumiu como professor a classe de Escola Sabatina dos surdos na igreja que frequentava.

Douglas é casado com Karen Daniela Sanches desde dezembro 2010. Douglas e Karem tinham uma vida estável, ela como professora de surdos e ele cursando Farmácia e trabalhando em uma fábrica. Mas quando ele estava perto de se formar, ambos decidiram mudar o rumo de sua história. Uniram-se em oração, levando em consideração o grande trabalho que havia por ser feito no ministério de surdos e resolveram que Douglas iria prestar o vestibular para Teologia no Pará. Deixaram para trás amigos e família, empregos e estabilidade, seguiram para o Pará e ele matriculou-se na Faama.

No começo o casal tinha como se sustentar, mas em pouco tempo passaram a depender somente de Deus. Sem certeza alguma de como fariam para comunicar-se, foram assistir ao primeiro culto na igreja local. Lá encontraram um rapaz que os ajudou interpretando o culto em LIBRAS. Daí em diante, entenderam que Deus estava mesmo no controle. Dentro da sala de aula havia um aluno que sabia linguagem de sinais e o ajudou nos primeiros meses. Depois levou para o Pará o seu amigo e interprete André, que passou seis meses com ele lá, e posteriormente uma colega seguiu até o fim do curso, interpretando as aulas como voluntária.

No Pará, Douglas estudou e trabalhou ativamente na igreja. Hoje existem dois ministérios de surdos no estado.

Para pagar a faculdade, um empresário o ajudou com despesas básicas e o demais ele conseguiu colportando. Você deve estar se perguntando como um surdo pode colportar sem poder falar e ouvir as pessoas para quem pretendia vender livros. Ele e seu colega de colportagem venderam R$ 26.000,00 durante as férias. Isso foi suficiente.

Hoje, o Pr. Douglas Domingos Silva e seu intérprete André Oliveira fazem parte da IASD Central Paulistana e seguem com projetos missionários e planos de fazer uma igreja para a população surda de São Paulo. O Pr. Douglas sabe do potencial dos surdos para a pregação do evangelho. Em São Paulo existe um campo de mais de 1.300.000 (um milhão e trezentos mil) surdos e o Pr. Douglas trabalha para desenvolver os dons espirituais dos surdos adventistas.

O Pr. Douglas costuma dizer que a Palavra de Deus diz que a mensagem deve ser levada a toda a lingua, povo e nação. Os surdos são um povo e LIBRAS é uma língua, diz ele. Certamente o Pr. Douglas é o instrumento de Deus para este povo e língua no Brasil.

.

Compartilhe este artigo

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to Twitter