Edgard de Oliveira

1973|1976.

EDGARD DE OLIVEIRA. Pastor. Nasceu no dia 10 de agosto de 1921 na cidade de Ribeirão Preto, interior de São Paulo. Filho de Sérgio Delfino de Oliveira e de Maria de Oliveira. Quando ainda pequeno, mudou-se com a família para uma fazenda chamada Santos Dumont. Ali faleceu seu pai, quando tinha apenas 9 anos de idade. Juntamente com sua mãe, voltou então para a cidade natal.

De volta a Ribeirão Preto, aprendeu o ofício de lustrador de móveis e começou a atuar nessa área. Trabalhava durante o dia e à noite estudava na Escola e Biblioteca dos Pobres. Com 11 ou 12 anos ainda não sabia ler.

Aos 16 anos foi batizado na IASD. Anteriormente professava a fé católica, sendo assim, após seu batismo, foi dispensado da fábrica de móveis onde trabalhava, porque guardava o sábado.

Em seguida, foi estudar no CAB (atual UNASP-SP). Nas férias colportava para pagar o colégio.

No CAB fez o "curso livre", e depois oficializou os estudos no Ginásio Estadual de Itu. Retornou ao CAB e fez o Curso Científico e o Teológico. Terminou o Teológico em 10 de dezembro de 1948.

Casou-se com Hemengarda no dia 14 de dezembro de 1948. Da união matrimonial nasceram três filhos: Edgard Jr., Enos e Helenice. Introduziu seu ministério como obreiro auxiliar do Pr. Moysés Nigri, na Igreja Central de São Paulo, em 1949. Depois, trabalhou em vários distritos. Além de cuidar desse distrito, ainda era capelão do Hospital e Casa de Saúde Liberdade, atual Hospital Adventista de São Paulo. Depois foi transferido para Cuiabá, Mato Grosso.

O último distrito pastoral que assumiu foi o da Igreja Central de São Paulo, onde permaneceu por três anos. Dali foi transferido para o IASP, para ser professor de Ensino Religioso, e no IASP que se jubilou. Atualmente reside em Hortolândia.

Sempre teve propensão para construção de igrejas e escolas. Entre elas, cita-se: Igreja de Mirandópolis e a Escola de Vila Mariana, perto da Praça da Árvore, em São Paulo.

BIBLIOGRAFIA: SARLI, Tercio, Minha Vida de Pastor, Certeza Editorial, Campinas, SP, 2011.

Compartilhe este artigo

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to Twitter